Dr. Bach


EDWARD BACH (1886 – 1936)


Dr. Bach foi um médico com idéias muito avançadas para o seu tempo. Era uma criança delicada, intuitiva e independente, com grande amor pela natureza. Aos 16 anos, já decidido a estudar medicina, trabalhou 3 anos na fundição de latão do pai, para custear seus estudos.

Desde cedo já se havia dado conta que as atitudes das pessoas afetam o seu estado de saúde. Ele se interessava pelos doentes, não como casos e sim pessoas com suas personalidades únicas.

Torna-se médico, mas sua insatisfação com os limites da medicina convencional, focada nos sintomas, o levou a acreditar que precisava encontrar uma forma de tratamento que considerasse a pessoa e as causas das doenças. Tal crença o levou anos depois à descoberta do seu sistema floral. Confira no vídeo !!!

RESUMO BIOGRÁFICO


Edward Bach nasceu em 24 de setembro de 1886, em Moseley, uma vila perto de Birmingham, na Inglaterra. Desde criança, demonstrava muita sensibilidade e preocupação com o sofrimento das pessoas. Tinha muito respeito pela natureza e acreditava que ela teria meios de curar as pessoas, aguardando apenas serem descobertos.

Considerava os métodos de tratamento da época muito agressivos e com poucos resultados efetivos, e concluiu que, se quisesse fazer algo para mudar tal situação, seria necessário conhecê-los primeiro. Resolveu, então, estudar medicina.

Formou-se médico em Londres, em 1912. Optou pela cirurgia, sendo chefe do Pronto Socorro da University College Hospital. Logo, abriu seu consultório na Harley Street.

Insatisfeito com os resultados paliativos que encontrava nas cirurgias, resolveu dedicar-se a Imunologia e Bacteriologia, no próprio hospital. Descobriu, com seus estudos, que as pessoas portadoras de doenças crônicas possuíam certos germes intestinais em quantidade aumentada, e os usava para fazer vacinas injetáveis para seus pacientes, obtendo grande êxito e notoriedade com seus tratamentos.

Em julho de 1917, o Dr. Bach teve uma hemorragia digestiva severa, sendo operado de emergência. Depois da cirurgia, ele soube que viveria apenas mais 3 meses. Decidiu então dedicar todo o tempo que lhe restava de vida ao estudo das vacinas, mas notou que quanto mais estudava, mais sua saúde retornava. Ele viveu mais 19 anos.

Em 1918 ele trocou de hospital, começando a trabalhar no Hospital Homeopático de Londres, onde conheceu a filosofia de Samuel Hahhemann, identificando-se, profundamente com ela, tornando-se então homeopata. Neste mesmo ano, abriu seu próprio laboratório. Passou a usar os princípios da Homeopatia em suas vacinas, com ótimos resultados, abandonando as injeções.

Apesar de sua notoriedade mundial nessa época, o Dr. Bach ainda procurava um sistema de saúde que fosse obtido da natureza e não de bactérias, e que fosse completo, pois suas vacinas não abrangiam todas as doenças existentes.

Sua intuição lhe dizia que a natureza teria as respostas que tanto buscava. Foi quando, em um jantar comemorativo, observou que a humanidade é dividida em tipos diferentes de comportamento, e num momento de maior inspiração percebeu que as pessoas de um mesmo tipo não teriam obrigatoriamente as mesmas doenças, mas reagiriam da mesma forma a qualquer doença que tivessem. Descobria, assim, a base de sua teoria, que a experiência viria a comprovar pouco a pouco.

Seguindo um forte impulso, foi para Gales em setembro de 1928, voltando com as duas primeiras flores do seu sistema: Impatiens e Mimulus. Usou-as com grande êxito. Logo depois encontrou Clematis, e tão grande foi o resultado do uso destas flores com seus pacientes que abandonou as vacinas, permanecendo apenas com elas.

Em março de 1930, o Dr. Bach voltou para Gales, novamente guiado pela sua intuição, abandonando Londres, o laboratório, o consultório e o hospital. Nessa viagem, ele foi acompanhado por Nora Weeks, uma radiologista, que permaneceu ao seu lado até o fim de sua vida.

Neste mesmo ano, ele descobriu o Método Solar e escreveu o livro Cura-te a ti mesmo, no qual explica como as doenças surgem, como vencê-las e os princípios do seu sistema de cura.

Entre 1930 e 1934, o Dr. Bach morou em Cromer, cidade litorânea da Inglaterra, onde conheceu Victor Büllen, construtor naval, verdadeiro amigo, com quem conviveu até o fim de sua vida. Nesse período, acrescentou mais 15 flores ao seu método de cura.

Em 1934, Nora encontrou uma pequena casa chamada Mount Vernon, em Sotwell, uma vila de Oxfordshire, na Inglaterra, que possuía em seus jardins e nas redondezas, a maior parte das flores já descobertas.

Nessa época o Dr. Bach sentia que seu trabalho ainda não estava completo, e em 1935 encontrou Cherry Plum, a vigésima essência, que abriu a segunda série dos florais. Ela foi a primeira flor a ser preparada pelo Método da Fervura. Nos 6 meses seguintes, ele descobriu mais 18 florais, encerrando assim seu sistema de cura com a certeza de que ele estava completo.

Na madrugada de 27 de novembro de 1936, o Dr. Bach morreu, dormindo, com sua missão cumprida. 

Nora e Victor permaneceram em Mount Vermon, continuando o trabalho dele, conforme ele havia ensinado. Nora foi incansável em sua luta e, graças à sua dedicação e à ajuda de Victor, o trabalho do Dr, Bach espalhou-se pelo mundo, mantendo seus princípios e simplicidade até os nossos dias.

Reprodução do livro "Aprenda a ser feliz com os Florais de Bach", de Mara e Celso Paroni.

 

 

CRONOLOGIA DE VIDA DE EDWARD BACH


Nasce no dia 24.09.1886, em Moseley, nos arredores de Birmingham, sul da Inglaterra.

1906 – 1912 – Estuda Medicina, diplomando-se pelo University College Hospital (UCH), Licenciado pelo Colégio Real de Médicos.

1913 – 1915 - Médico encarregado das urgências, tornou-se cirurgião no National Temperance Hospital. Diplomado em Saúde Pública. Bacharel em Ciência, Membro da Escola Real de Cirurgia, Licenciado da Escola Real de Patologia e Doutor em Filosofia em Cambridge. Bacteriologista assistente no UCH.

1917 – Dispensado do recrutamento militar para a Primeira Guerra Mundial, adoeceu gravemente, foi operado de urgência, sendo encontrado um tumor maligno no estômago/baço, quando estimou-se então que teria 3 meses de vida. Para surpresa de todos, Dr. Bach recupera-se totalmente e retoma com toda energia sua pesquisa com as vacinas de Cepas Intestinais. 

1918 – 1922 – Trabalha como Bacteriologista no Hospital Homeopático de Londres. Se surpreende com a obra de Samuel Hahnemann, fundador da Homeopatia pelo fato de ter reconhecido a importância da personalidade 150 anos antes. Pesquisa e desenvolve os “Sete Nosódios de Bach”, vacinas orais a partir de bactérias intestinais, indicadas para tipos de personalidade.

1920 – 1928 – Monta grande laboratório em Crescent Park e consultórios na Harley Street e em Nottingham Place, onde tratava os pobres. Anos de intensa produção dos Nosódios. Relação entre personalidade e tipos de reação.

No outono de 1928, em viagem ao País de Gales, encontra duas plantas Impatiens e Mimulus e as prepara da forma como fazia as vacinas. Nesse mesmo ano acrescentou o Clematis e obteve bons resultados. Com estes três remédios florais, Dr. Bach estava convencido de estar muito próximo de desenvolver um sistema de medicina totalmente novo.

1930 – 1934 – Foram anos de intenso trabalho com os Sete Nosódios, a comunidade médica usava suas vacinas largamente. Entretanto, aos 43 anos, Bach fecha seu laboratório e consultórios, encerra seu trabalho em Londres e vai para o País de Gales em busca de plantas, remédios na natureza. Acaba por se instalar em Cromer, na costa leste da Inglaterra, pois era apaixonado pelo mar. Aí prepara 9 remédios, homeopaticamente.

Durante uma manhã ensolarada, caminhando por uma campo coberto de orvalho, compreendeu que aquelas gotas, aquecidas pelo sol, continham as propriedades curativas das plantas, era o que ele tanto buscava. Desenvolve assim o Método Solar de preparação. Descobre mais 3 flores e escreve “OS 12 CURADORES”. Vários médicos passam a usar os novos remédios.

1934 – 1936 – Prepara o RESCUE REMEDY, tem excelentes resultados com seus novos remédios à base de flores. Muda-se para Sotwel, no Vale do Rio Tamisa, onde aluga a casa Mount Vernon, onde no jardim e arredores, descobre as últimas 19 flores do sistema. Desenvolve o Método de Fervura de preparação.

O Dr. Bach concluiu o sistema e deixou todo o seu legado aos seus colaboradores Nora Weeks e Victor Büllen, pois eles o haviam acompanhado desde o início e sabiam tudo de sua obra.

Ele faleceu dormindo em Mount Vernon, no dia 07.11.1936, certamente feliz por ter concluído sua missão. Está enterrado no cemitério local, há 50 metros do Bach Centre.

 

   

 


 

 

 

 

 

THE BACH CENTRE


Mount Vernon foi lar e local de trabalho de Edward Bach e seus colaboradores Nora Weeks e Victor Bullen, nos anos em que completou sua busca dos florais e finalizou seu sistema de cura. Após a morte de Bach, eles prosseguiram a sua obra e continuaram a preparar seus florais por mais 44 anos, até a morte de Nora em 1978.

Hoje o The Bach Centre é uma Fundação sem fins lucrativos, que segue sendo guardiã da obra do Dr. Bach e responsável pela preparação das Tinturas-mãe dos remédios florais descobertos por ele.

"Desde a morte do Dr. Bach em 1936, seus pertences e escritos pessoais tem estado guardados nos arquivos de Mount Vernon. A própria casa está repleta da mobília feita à mão pelo próprio Dr. Bach. A obra e a própria casa continuam até hoje praticamente inalteradas. O Bach Centre tem o privilégio de dar continuidade ao trabalho do Dr. Bach, mantendo fielmente sua pureza e originalidade, garantindo assim que a qualidade e reputação deste homem tão dedicado e humilde continuem intactas", explica Judy Howard, Curadora do The Dr. Edward Bach Centre.

.

.

.

.

.

.

.

.

.

.